Bolsas americanas têm ETFs de petróleo e gás; confira a lista

Veja quais são as principais opções de ETFs de petróleo e gás na bolsa norte-americana

Neste artigo:

- Como funciona ETF;
- ETFs de petróleo e gás na bolsa;
- $USO, $UCO, $IEO, e S$DBO.

O investidor que acompanha os materiais da Sproutfi já viu que há diversos tipos de ETF disponíveis na bolsa americana. E a maior parte desses ETFs listados nas bolsas de valores dos Estados Unidos, diferentemente do que acontece no Brasil, pagam dividendos, o que faz esse tipo de ativo atrativo ao investidor. 

E, embora alguns ETFs sigam índices como o Nasdaq 100, por exemplo. Há ETFs que acompanham Bitcoin, ETFs inversos, entre outras segmentações. Uma dessas divisões engloba ETFs "especializados" em petróleo e gás natural.

Mas, antes de detalhar alguns desses ativos, vamos entender melhor o que é e como funciona um ETF.

O que é ETF?

A sigla "ETF" significa "Exchange Traded Funds". Ou seja: fundo negociado em bolsa. Basicamente, a negociação do ETF funciona da mesma maneira que uma ação tradicional. A diferença é que, investindo em ETF, você compra um ativo que "engloba" uma série de outros ativos. É uma forma interessante de diversificar carteira.

Nem tudo, porém, são flores. A parte ruim do ETF é que há uma taxa de administração pela empresa gestora do fundo. É algo que o investidor tem de considerar no momento de optar por esse formato de investimento.

Um equívoco comum é pensar que um ETF está atrelado a um índice ou que ele segue ou replica um índice específico. 

Isso pode, sim, acontecer. ETFs como o $QQQ e o $QQQM, por exemplo, seguem o Nasdaq 100 – o que significa que eles replicam este índice. Existem os ETFs que replicam o S&P 500, outro índice das bolsas de valores americanas.

Mas dizer que todo ETF replica um índice ou que é um "fundo de índice" é um erro.

ETFs de Bitcoin, por exemplo, não estão atrelados a nenhum índice. É o caso de ativos como o $BITO e o $BTF, que acompanham as oscilações da criptomoeda. Existem ETFs inversos, como o $BITI, que também acompanha movimentações de Bitcoin embora beneficie o investidor que acredita na desvalorização da moeda virtual.

ETFs que acompanham ouro, ESG, IPOs, câmbio, entre outras métricas. Não necessariamente um indicador financeiro.

Portanto, podemos entender ETF como "fundo negociado em bolsa".

ETFs de petróleo e gás: veja os principais

Se há ETFs de várias naturezas, é de se esperar que haja ETFs focados em petróleo e gás natural. Na bolsa americana há mais de 10 ETFs que são especializados nesse segmento, com ativos sob gestão, somados, na casa dos US$ 7 bilhões.

Confira os principais ETFs de petróleo e gás natural do mercado norte-americano:

United States Oil Fund LP ($USO)

Este ETF é considerado um dos maiores do segmento na bolsa americana. Administra cerca de US$ 2,7 bilhões em ativos e tem uma taxa de administração de 0,79%. Está na NYSE desde outubro de 2006 e aposta em contratos futuros de petróleo.

ProShares Ultra Bloomberg Crude Oil ($UCO)

O $UCO é outro ETF grande do ramo petrolífero. Na bolsa desde 2008, o fundo tem mais de US$ 1 bilhão sob gestão e cobra uma taxa de 0,95% para administrar. Também aposta em contratos futuros e não costuma ser indicado para investidores com estratégia "buy and hold".

iShares U.S. Oil & Gas Exploration & Production ETF ($IEO)

Este ETF atua de forma diferente ao $USO e ao $UCO. Enquanto os dois primeiros atuam na linha de mercados futuros, o $IEO busca replicar o desempenho das empresas de petróleo e gás natural listadas no índice Dow Jones. Estamos falando de US$ 826 milhões de ativos sob gestão – e uma taxa administrativa de 0,42%.

Invesco DB Oil Fund ($DBO)

É mais um fundo que aposta em contratos futuros de petróleo. Gerencia ativos na casa de US$ 516 milhões e cobra uma taxa administrativa de 0,77%.

-

Disclaimer: importante lembrar que em qualquer investimento denominado em moeda estrangeira, as mudanças nas taxas de câmbio podem ter um efeito adverso no valor, no preço ou na receita de dividendos desse investimento. Mesmo que a diversificação possa ajudar a diluir o risco, ela não garante lucros ou proteção contra perdas. Há sempre a possibilidade de perder dinheiro quando você investe em qualquer produto financeiro. Por isso, considere cuidadosamente seus objetivos e riscos antes de optar por qualquer investimento.