Confira os ETFs com maior dividend yield

Veja quais são as principais opções de ETFs com maior dividend yield.

Neste artigo:

- O que é dividend yield;
- $IDIV, $HNDL, $AMZA.

Uma das métricas mais importantes no mundo da renda variável é o dividend yield. Trata-se de um indicador que, basicamente, mostra quanto de dividendos um determinado ativo pagou nos últimos 12 meses em porcentagem. Ou seja: é algo muito importante para o investidor que busca empresas consideradas boas pagadoras.

Isso vale tanto para o mercado brasileiro quanto para o mercado norte-americano de ações.

No entanto, há uma diferença que chama a atenção para as bolsas dos Estados Unidos. Os ETFs (Exchange Traded Funds, ou fundos negociados em bolsa, em português) americanos costumam pagar dividends – algo que não ocorre com os ativos dessa natureza negociadas na B3, a bolsa de valores brasileira.

Portanto, para o investidor que atua no mercado americano, o dividend yield é um indicador a ser considerado quando o assunto são ETFs.

Conheça agora os ETFs com o maior dividend yield do mercado:

Sobre ETFs

O investidor que acompanha os materiais da Sproutfi já viu que há diversos tipos de ETF disponíveis na bolsa americana. Há ETFs que acompanham Bitcoin, ETFs inversos, entre outras segmentações, como petróleo e gás natural. E, naturalmente, há ETFs que acompanham índices como o Nasdaq 100 e o S&P 500.

Um equívoco comum é pensar que um ETF está atrelado a um índice ou que ele segue ou replica um índice específico. Isso pode acontecer. Mas dizer que todo ETF replica um índice ou que é um "fundo de índice" é um erro.

Como funciona o dividend yield

O dividend yield (conhecido também simplesmente pela sigla "DY"), em português, pode significar "rendimento de dividendos". Essa métrica sempre é colocada em porcentagem e representa quanto de dividendos determinada empresa pagou aos acionistas.

Existe uma fórmula para determinar a porcentagem do dividend yield:

Dividend Yield (DY) = Dividendos por ação / Preço da ação x 100

Nem sempre uma porcentagem alta de dividend yield representa uma empresa com saúde financeira perfeita. Companhias gigantescas – e mega rentáveis – como a Alphabet, dona do Google ($GOOGL e $GOOG), por exemplo, não costumam pagar dividendos aos acionistas. Mesmo caso de Amazon ($AMZN) e Berkshire Hathaway ($BRK.A e $BRK.B).

ETFs com maior dividend yield da bolsa americana

Agora que já entendemos como funciona o dividend yield, vamos conhecer quais são os ETFs que têm a maior porcentagem de pagamento de dividendos no mercado norte-americano:

U.S. Equity Cumulative Dividends Fund-Series 2027 ($IDIV)

O $IDIV é um ETF que tem o dividend yield de 19,67%. O fundo tem cerca de US$ 32 milhões de ativos sob gerenciamento e cobra uma taxa administrativa de 0,87%. Na bolsa americana desde 2018, o ativo replica o desempenho de retorno total do S&P 500, concentrando-se exclusivamente em fornecer o fluxo mensal de dividendos do índice, com vencimentos até dezembro de 2027. 

Strategy Shares NASDAQ 7 HANDL Index ETF ($HNDL)

Este ETF tem dividend yield de 8,32%. Atua em fundos que têm como objetivo alta distribuição e que atua alavancado, apostando em 70% do portfólio em renda fixa americana e 30% em ações de grande porto e outros ETFs como o $QQQ – este, um dos que replicam o Nasdaq 100. Possui cerca de US$ 1,3 bilhão em ativos sob gestão e cobra 0,97 de taxa de administração.

InfraCap MLP ETF ($AMZA)

O InfraCap MLP possui dividend yield na casa dos 8,43%. Atua na área de empresas do setor de energia, com cerca de US$ 272 milhões de ativos sob gestão. Cobra 1,40% de taxa administrativa.

-

Disclaimer: importante lembrar que em qualquer investimento denominado em moeda estrangeira, as mudanças nas taxas de câmbio podem ter um efeito adverso no valor, no preço ou na receita de dividendos desse investimento. Mesmo que a diversificação possa ajudar a diluir o risco, ela não garante lucros ou proteção contra perdas. Há sempre a possibilidade de perder dinheiro quando você investe em qualquer produto financeiro. Por isso, considere cuidadosamente seus objetivos e riscos antes de optar por qualquer investimento.