Caminhões sem motorista? Sim, e já rodando.

Nos EUA, o transporte de cargas com caminhões autônomos já está nas estradas há mais de um ano. A inovação impulsiona empresas, e promete transformar as rodovias pelo mundo - e a entrega das suas compras.

Se tem um problema a ser resolvido, tem empresa ganhando com isso. No setor de transportes, um dos maiores gargalos é a falta de motoristas. Justamente em países continentais, que mais precisam cortar distâncias, com Estados Unidos e Brasil.

Empresas viram aí uma oportunidade de negócio. Trazemos aqui um garimpo, feito por especialistas do mercado financeiro, das que mais estão crescendo ao entregar a solução. E ela não tem nada a ver com ter mais motoristas. É o contrário. Trata-se de criar caminhões que não precisem de uma pessoa para dirigir.

Como funciona um caminhão autônomo?

A tecnologia é complexa. E existem vários perigos embargados no transporte autônomo. Para carros, tem sido mais complicado, porque nas cidades existem muitas interferências que os softwares não podem prever. Ou frear tão rapidamente como um motorista ao volante.

Mas no caso dos caminhões autônomos, a segurança é mais garantida, quando se pensa em estradas com várias pistas em apenas um sentido.

É assim que estão rodando os caminhões autônomos da TuSimple desde julho de 2020, em sete rotas norte-americanas. A previsão é que até 2024, estejam em todo o país.

TuSimple é uma das empresas que despontam no setor de caminhões autônomos. Foto: Divulgação

Benefícios dos caminhões autônomos

Aumento de produtividade, economia de combustível, agilidade em logística e menos acidentes. Um caminhão autônomo nada mais é do que uma máquina bem treinada, por inteligência artificial (IA). E você já sabe que IA têm baixíssimo índice de erro e alto rendimento. 

Em rodovias expressas, sem interferências repentinas, um caminhão autônomo dificilmente vai cometer um acidente. E gasta menos diesel. 

Os primeiros testes mostraram que a tecnologia autônoma gera até 10% de economia em relação ao gasto de combustível com caminhões tradicionais.

Além disso garantir mais eficiência para o setor de logística, permitindo que as mercadorias escoem de forma mais ágil pelas estradas.

No início da operação, os veículos têm um motorista para monitorar a viagem. E podem tomar o controle da ignição caso necessário. Tudo isso ajuda a treinar melhor a máquina.

Startups do setor de caminhões autônomos

TuSimple ($TSP)

Desenvolve tecnologias para caminhões autônomos, como direção autônoma full-stack (multitarefa), com funções de percepção, localização, planejamento, controles e mapas HD. As detecções são de longa distância e em alta velocidade.

A TuSimple construiu a primeira rede autônoma de cargas nos Estados Unidos: "Autonomous Freight Network (AFN)”, Rede Autônoma de Frete, com uma tecnologia chamada de L4. Os terminais foram instalados em locais estratégicos para a distribuição de produtos. As rotas são controladas pelo aplicativo TuSimple Connect.

Depois de consolidar a operação nos Estados Unidos, a TuSimple quer levar a rede autônoma de cargas para Europa e Ásia. Foto: Divulgação

Kodiak Robotics

Desenvolve caminhões autônomos e também trabalha com soluções full-stack. Criou um sistema de simulação aprimorada para reduzir os riscos. 

Einride

Desenvolve ônibus elétricos autônomos e plataforma digital de mobilidade de carga. Os ônibus da Einride têm um sistema elaborado de anti-colisão. 
A empresa sueca está expandindo a atuação pelo mundo. No início de novembro, anunciou início das operações nos Estados Unidos, em contratos com gigantes como GE Appliances e Bridgestone.

A Einride traz um design superinovador aos caminhões autônomos. Foto: Divulgação

Embark ($EMBK)

Desenvolve softwares para caminhões comerciais autônomos para longas distâncias. A empresa revelou que está criando uma tecnologia para servir como "córtex central" do caminhão, com uma equipe de especialistas em robótica, inteligência artificial e machine learning (aprendizado de máquina). 

A Embark abriu capital na bolsa americana através de SPAC com a Northern Genesis Acquisition Corp. II

Plus AI

Desenvolve tecnologia de direção autônoma para caminhões, com percepção de 360 ​​graus através de radares, câmeras e LiDARs (tecnologia de detecção de distância com uso de laser, que, ao atingir o objeto, calcula a posição do caminhão em relação a ele). A Plus AI também criou algoritmos para rastrear os veículos com precisão e trabalha com machine learning para detectar e analisar objetos no solo, e prever o comportamento dos outros veículos nas estradas. 

iSee

Desenvolve tecnologias para veículos autônomos, com uma abordagem focada em como os humanos entendem o mundo físico e interagem com ele, para criar os algoritmos e treinar as máquinas. Foi criada no MIT.

Starsky Robotics

Desenvolve tecnologias caminhões autônomos, mas não para substituir os motoristas, e sim para facilitar e permitir o controle remoto do volante em áreas difíceis. Foi fundada com investimento de venture capital (capital de risco).

Locomation

Desenvolve tecnologia de direção autônoma, com IA e robótica. Fechou parceria com a Nvidia, multinacional de inteligência artificial. Isso promete potencializar as soluções da Locomation, já que a Nvidia desenvolve a Drive AGX Orin, plataforma de softwares avançados para carros autônomos. O sistema Orin é capaz de fazer mais de 200 trilhões de operações por segundo.

Ike

Desenvolve tecnologias para transporte automatizado e entrega soluções para diversas empresas do setor, com um sistema para caminhões semirreboque em rodovias interestaduais.

Waabi

Plataforma de IA com tecnologia para direção autônoma de caminhões. A Waabi tem software próprio que automatiza a condução em rotas comerciais.

-

DISCLAIMER: Importante lembrar que em qualquer investimento denominado em moeda estrangeira, as mudanças nas taxas de câmbio podem ter um efeito adverso no valor, no preço ou na receita de dividendos desse investimento. Mesmo que a diversificação possa ajudar a diluir o risco, ela não garante lucros ou proteção contra perdas. Há sempre a possibilidade de perder dinheiro quando você investe em qualquer produto financeiro. Por isso, considere cuidadosamente seus objetivos e riscos antes de optar por qualquer investimento.