ETFs de REITs: conheça os maiores em valores sob gestão para investir nos EUA

Saiba mais sobre os fundos de índice que investem em empresas do mercado imobiliário e que estão listados na bolsa americana
etfs reits top 3

Atualizado em 13/09/2022: Neste artigo: - o que é ETF; - o que é REIT; - top 3 ETFs de REIT; - $VNQ, $SCHH, $XLRE.


Os ETFs são umas das formas mais populares de investimentos em renda variável nos Estados Unidos. Além da fatura de opções disponíveis para os investidores na Nasdaq e na NYSE (New York Stock Exchange, a bolsa de valores de Nova York), existe a possibilidade de diversificar a carteira por meio dos ETFs.

Isso porque opções "temáticas" não faltam. Existem ETFs que seguem Bitcoin; ETFs de petróleo e gás natural, ETFs que acompanham índices como o Nasdaq 100 etc.

Hoje vamos falar sobre ETFs de REITs. 

O que é ETF

Para começo de conversa, é importante entender o que é ETF e como este ativo funciona. A sigla ETF significa "Exchange Traded Funds" – fundo negociado em bolsa. Basicamente, a negociação do ETF funciona da mesma maneira que uma ação tradicional. A diferença é que, investindo em ETF, você compra um ativo que "engloba" uma série de outros ativos. É uma forma interessante de diversificar carteira.

A parte ruim do ETF é que há uma taxa de administração pela empresa gestora do fundo. É algo que o investidor tem de considerar no momento de optar por esse formato de investimento.

Um equívoco comum é pensar que um ETF está atrelado a um índice ou que ele segue ou replica um índice específico. Isso pode, sim, acontecer. Mas não é obrigatório. ETFs de ouro e ETFs de Bitcoin, por exemplo, não estão atrelados a índices. O mesmo acontece com os ETFs de REITs.

O que é REIT

Você já sabe o que são os ETFs. Mas e os REITs? Você sabe o que é REIT? Se não sabe, acompanhe o restante do artigo para entender.

REIT significa "Real Estate Investment Trust". Essa forma de investimento é muito semelhante aos fundos imobiliários que existem na B3, a bolsa de valores do Brasil. E existem em diversas formas: REITs de "tijolo" (chamados de Equity REITs), REITs de "papel" (Mortgage REITs) e os REITs híbridos.

Os maiores ETFs de REIT

Agora que já explicamos o que são ETFs e REITs, vamos falar sobre os maiores ETFs de REITs. O critério utilizado para a lista é o AUM (Assets Under Management), ou ativos sob gestão. 

Confira a lista:

ETF Vanguard Real State ($VNQ)

Valor sob gestão: US$ 38,3 bilhões

Esse ETF, da gestora Vanguard, é o maior do segmento. Segue o índice MSCI US Investable Market Real Estate 25/50, com ampla exposição a REITs dos Estados Unidos. 

A maior parte do fundo é composta por equity REITs, equivalentes ao que chamamos aqui no Brasil de “fundos de tijolo”, que investem em imóveis físicos.

A taxa de administração é de 0,12% ao ano.

ETF Schwab US REIT ($SCHH)

Valor sob gestão: US$ 5,9 bilhões 

Esse ETF segue o índice Dow Jones U.S. Select REIT, que seleciona os REITs com base em valor de mercado e liquidez, com algumas restrições (uma delas: o peso de nenhuma empresa pode passar de 10% do ETF).

O fundo inclui:

REITs de hipoteca – semelhantes aos nossos “fundos de papel”

REITs híbridos – que investem tanto em hipotecas com imóveis físicos.

A taxa de administração é de 0,07% ao ano.

Real State Select Sector SPDR ($XLRE)

Valor sob gestão: US$ 5,2 bilhões

Esse ETF segue o índice S&P Real State Select Sector.

Além de REITs, esse fundo investe em empresas imobiliárias que pertencem ao S&P 500.

O ETF exclui os REITs de hipoteca. 

A taxa de administração é de 0,10% ao ano.

Outros ETFs de REITs

Além do $VNQ, do $SCHH e do $XLRE, existem outros dois ETFs de REITs que podem ser opções interessantes de análise: iShares US Real Estate ETF ($IYR) – com US$ 3,9 bilhões em AUM e taxa de administração de 0,39% – e Vanguard Global ex-US Real Estate Index Fd ETF ($VNQI) – US$ 3,8 bilhões em AUM e 0,12% de taxa.