5 ensinamentos de Charlie Munger que irão abrir sua mente de investidor

Conheça a história do bilionário de 98 anos e algumas das principais dicas dele para os investimentos

Um bom motivo para seguir os conselhos de Charlie Munger seria a parceria de negócios de sucesso que ele fez com o guru dos investimentos, Warren Buffett, na Berkshire Hathaway. Certamente, Buffett escolheu Charlie a dedo - e dedo de ouro.

Outra razão para ouvir Munger seria o patrimônio dele, avaliado em US$ 2,5 bilhões pela Revista Forbes (2022). Afinal, quem alcança uma marca dessa sabe como investir, né?

Mas talvez o mais interessante na história de Charlie Munger seja o aprendizado que ele extraiu de um erro que o persegue há décadas.

Uma história traumática na carteira de Charlie Munger

Em 1977, Munger comprou 300 ações da empresa de energia Belridge. Em seguida, poderia comprar mais 1.500, mas abriu mão do negócio.

Dois anos depois, a Shell adquiriu a Belridge, numa operação que valorizou em cerca de 30 vezes o preço de ação. Um trauma para um megainvestidor que talvez terapeuta nenhum ajude a superar. Mas que virou um norte para Munger: aprender com os erros. Com o sucesso que ele teve depois disso, dá pra ver que funcionou.

Por isso, compilamos 5 ideias de Charlie Munger que mostram como funciona a mente de um grande magnata dos negócios, e que também ajudam a aprender a investir:

“O dinheiro de verdade não está na compra ou na venda, mas na espera!”

O recado é: comprar e esperar. Buy and hold, no termo em inglês. Essa é a principal dica de muitos analistas e investidores experientes, mesmo indo contra o primeiro impulso de um investidor ávido por resultados rápidos, ou barrando aquela sede por “comprar na baixa e vender na alta”.

Basicamente, Munger quer dizer que uma pessoa enriquece quando coloca o dinheiro para trabalhar por ela. E isso exige paciência.

Ou seja, o megainvestidor nos ensina que estratégias de investimento sólidas, que produzam resultado no longo prazo, tendem a ser mais lucrativas.

É sobre saber escolher boas empresas e acompanhar o seu desenvolvimento com o passar do tempo.

“Passe cada dia tentando ser um pouco mais sábio do que você era quando acordou.”

A ideia é simples: nunca deixe de aprender. Busque informações seguras sobre produtos de investimento, diversificação da carteira, diferentes formas e caminhos para investir.

Vá se familiarizando com os termos usados no mercado financeiro, pesquise sobre o que é verdade e o que é mito no mundo dos investimentos, e assim você vai se livrando de medos, e construindo um perfil mais sólido como investidor.

Não existe uma receita de sucesso, mas quanto mais conteúdo buscamos, e quanto mais trocamos experiências com quem já investe, melhor é o raciocínio na hora de fazer as escolhas ao investir.

“Muitas pessoas com QI alto são investidores terríveis porque têm temperamentos terríveis.”

Qual o tipo de aprendizado prova que você é inteligente no mundo dos negócios? Para Munger, você pode ter inteligência acima da média, mas de nada adianta se não tiver paciência, disciplina e controle emocional. Principalmente nas adversidades. 

“A simplicidade pode melhorar o desempenho. Se algo for muito difícil, recorremos a outro. O que pode ser mais fácil do que isso?”

Charlie Munger nos diz para focar no que é simples, minimizar os riscos e concentrar os investimentos em ativos conhecidos e resilientes. E para conseguir focar nesse sentido, é importante saber como investir, mas também por que investir. Ter consciência dos seus objetivos de vida, do que quer alcançar, das suas metas financeiras é o que permite avaliar qual seu apetite por risco e o horizonte de cada investimento. 

“Todo investimento inteligente é investimento em valor, adquirindo mais do que você está pagando. Você deve avaliar o negócio para avaliar a ação.”

Munger ensina que, ao decidir sobre a compra de uma ação, o investidor não pode só olhar para o preço. Precisa analisar a vantagem competitiva, a força da marca, e se o negócio tem potencial para escalar. Não é matemática simples, mas também não é difícil. Um caminho simples é buscar conteúdos sobre empresas e setores - seus desempenhos passados e as expectativas. 

-

DISCLAIMER: importante lembrar que em qualquer investimento denominado em moeda estrangeira, as mudanças nas taxas de câmbio podem ter um efeito adverso no valor, no preço ou na receita de dividendos desse investimento. Mesmo que a diversificação possa ajudar a diluir o risco, ela não garante lucros ou proteção contra perdas. Há sempre a possibilidade de perder dinheiro quando você investe em qualquer produto financeiro. Por isso, considere cuidadosamente seus objetivos e riscos antes de optar por qualquer investimento.