Coinbase: o que é e como está evoluindo

Uma das maiores corretoras de criptoativos do mundo agora expande para NTFs.

Você que já se aventurou pelo mundo das criptomoedas – ou pelo menos é um curioso do assunto – já deve ter ouvido falar na Coinbase ($COIN). A plataforma norte-americana é uma das líderes globais em negociação de criptoativos.

As "criptos" são moedas digitais, sem um banco central por trás, criadas em uma rede blockchain. A mais famosa é a bitcoin, mas hoje já são milhares delas. E novas não param de surgir a cada dia.


Cotação de criptomoedas na plataforma Coinbase no dia 24/11/2021.

História e números da Coinbase

A Coinbase foi fundada em 2012, meses depois do cofundador Brian Armstrong ter lido o famoso documento de Satoshi Nakamoto, pseudônimo para o misterioso criador da bitcoin. A corretora então nasceu com a missão de permitir que o usuário conseguisse comprar e vender esse ativo de forma simples e segura.

Hoje, já são dezenas de criptos negociadas na plataforma.

Os números impressionam: mais de 73 milhões de usuários verificados, em mais de 100 países, que só no último trimestre negociaram US$ 327 bilhões na plataforma.

Não à toa, o IPO da Coinbase, em abril desse ano, resultou em sucesso absoluto. Foi a primeira empresa nativa de criptomoedas a abrir capital e chegou chegando: foi avaliada em quase US$ 100 bilhões ao listar suas ações na Nasdaq, a bolsa americana queridinha das empresas de tecnologia.  

Coinbase e regulação de criptos

Para alcançar esse sucesso, o cofundador e bilionário Armstrong teve de se afastar do espírito antibancário e sem regulações centralizadas, que consistia na premissa do bitcoin. A Coinbase passou a vasculhar transações procurando lavagem de dinheiro e apoia uma nova regra bem polêmica que determina a criação de uma espécie de trilha quando os clientes transferem moedas de uma corretora para outra.  

No mês passado, inclusive, a empresa propôs um novo órgão regulador federal para ativos digitais. Esse posicionamento gerou muitas críticas de outras corretoras, como a Robinhood, que também estreou na Nasdaq este ano.

A aposta da Coinbase em NFTs

Agora, a empresa está apostando em novos horizontes – dessa vez, ativos ainda mais abstratos do que as criptomoedas (acredite se quiser!).  

Recentemente, a Coinbase anunciou já para os próximos meses o lançamento de uma plataforma de NFTs, sigla para non-fungible tokens, tokens não fungíveis. São uma espécie de comprovante digital para provar a autenticidade de algo, seja um objeto, uma obra de arte, uma cena ou até... um meme!

Meme vendido como NFT por "apenas" 470 milhões de dólares. Fonte: Divulgação

Um meme famoso que virou NFT é a “Menina do Incêndio”, conhecida nas redes como “Disaster Girl”.

Temos certeza de que essa imagem já passou pelo seu scroll. O que era só um meme, uma piada na internet, acabou rendendo muita grana para a sua criadora, Zoe Roth, hoje com 21 anos.

A foto foi tirada pelo pai dela, em 2005. Como NFT, foi vendida por cerca de US$ 470 milhões. Na verdade, o NFT não foi vendido em dólares, mas sim em uma cripto – a Ethereum. Com essa “certificação digital”, também feita em uma rede blockchain, a cada vez que esse NFT é vendido, a Zoe recebe 10% do valor da transação.

E é nesse universo – que vai de obras de arte a bizarrices da internet – que a Coinbase vai mergulhar daqui para frente. 24 horas depois do anúncio da nova plataforma  de NFTs, já eram quase um milhão e meio de pré-cadastros de usuários.

Na divulgação do balanço do terceiro trimestre, na semana passada, a Coinbase disse que espera que os negócios com NFTs se tornem ainda maiores do que os negócios com criptoativos. As apostas estão altas. As suas também?

-

DISCLAIMER: Importante lembrar que em qualquer investimento denominado em moeda estrangeira, as mudanças nas taxas de câmbio podem ter um efeito adverso no valor, no preço ou na receita de dividendos desse investimento. Mesmo que a diversificação possa ajudar a diluir o risco, ela não garante lucros ou proteção contra perdas. Há sempre a possibilidade de perder dinheiro quando você investe em qualquer produto financeiro. Por isso, considere cuidadosamente seus objetivos e riscos antes de optar por qualquer investimento.