Segunda - 07/03/2022

O que você precisa saber hoje

Dia tem petróleo em alta e criptos em queda; Wall Street cai

1.  Reunião entre Rússia e Ucrânia tem “leve” avanço

2.  Wall Street viu as bolsas caírem nesta segunda

3.  Dólar fecha a R$ 5,07

4.  Barril do petróleo fecha em alta

5.  O Bitcoin era negociado a US$ 37,5 mil no fim da tarde de hoje

O que você precisa saber

Pela terceira vez desde o início da invasão russa na Ucrânia, representantes dos dois países se sentaram para uma rodada de negociação para um cessar-fogo. O encontro aconteceu em Belarus, mas o local exato não foi divulgado.

A Rússia fez uma série de exigências e, segundo os ucranianos, houve um pequeno avanço. Putin quer a rendição da Ucrânia e reconhecimento de áreas como Donetsk e Lugansk, ambas buscaram a separação.

Bolsas de NY

As Bolsas de Nova York viveram um começo de semana com fortes quedas. O Dow Jones caiu 2,37% e fechou a 32.817,38 pontos. O S&P 500 recuou 2,95%, aos 4.201,09 pontos e o Nasdaq, 3,62%, aos 12.830,96.

Dólar estável nesta segunda

A moeda americana fechou o dia próxima da estabilidade, alta de 0,02%, aos R$ 5,078. Embora tenha fechado estável, o dólar chegou a bater R$ 5,02 durante a segunda-feira. Na sexta, o dólar registrou alta de 1,02%.

Petróleo dispara no dia, mas fecha a US$ 123

No décimo segundo dia de conflitos entre russos e ucranianos, o barril de petróleo bateu US$ 139 nesta segunda-feira. Como forma de sanção ao país por conta da guerra, EUA estudam com aliados proibir a importação do produto da Rússia, que é dona de 8% do fornecimento mundial.

A possível atitude americana teve uma resposta ameaçadora por parte da Rússia, que avisou que esse bloqueio causaria consequências “catastróficas” ao mercado e o barril poderia alcançar US$ 300. Em 2008, quando a Rússia ameaçou invadir a Geórgia, o petróleo chegou a US$ 150 o barril.

No fim da sessão, o barril do tipo Brent era negociado a US$ 123,21, alta de 4,31%, mas longe dos US$ 140. O WTI subiu 3,21% e era negociado a US$ 119,40 o barril.

Criptos perdem mais valor

Em mais um dia de quedas, o mercado de cripto viu uma forte desvalorização nos últimos dias.  O Bitcoin recuou 3,19% nas últimas 24 horas, cotado a US$ 37.613,47. Em sete dias, queda de 9,79%.

O Ethereum seguiu o caminho de queda e registrou perda de 5,61% em 24 horas, a US$ 2.472,65. A queda nos últimos sete dias é de 12,58%. As informações são do Coinmarketcap.