Quinta - 17/02/2022

Assuntos quentes que movimentam o mercado hoje

Wall Street e criptomoedas seguem em queda por conta da tensão geopolítica

O que você precisa saber:

1. As tensões envolvendo uma possível invasão russa na Ucrânia derrubou as bolsas dos EUA.

2. Além disso, o mercado de cripto teve quedas de até 8% nas líderes Bitcoin e Ethereum.

3. No entanto, o barril de petróleo segue caindo em razão de um provável acordo entre EUA e Irã.

4. O dólar, contudo, parou de cair e teve alta de 0,74%.

A incerteza sobre a crise na Ucrânia segue derrubando a bolsa de Nova York. O medo de uma piora nas relações fez com que Wall Street fechasse o dia em queda.

O Dow Jones perdeu 1,78% e fechou aos 34.312,03 pontos. Mas as quedas maiores aconteceram com o S&P 500, que registrou uma queda de 2,12% a 4.380,26 pontos e, principalmente, Nasdaq, que recuou 2,88% aos 13.716,71 pontos. 

Por que as bolsas seguem em queda?

"As ações estão sob pressão com o aumento das inquietações geopolíticas". Essa é a explicação dos analistas da Schwab.

A fala do presidente dos EUA, Joe Biden, de que a ameaça de uma invasão russa na Ucrânia aumentou a preocupação do mercado.

O que está em baixa

As empresas de tecnologia tiveram um dia difícil. A fabricante de chips NVIDIA Corporation caiu 7,56% e Tesla, 5,09%, abaixo de US$ 900 por ação.

E as criptomoedas?

O mercado das criptomoedas está em baixa no momento também em razão da tensão geopolítica envolvendo Rússia e Ucrânia.

Bitcoin e Ethereum, as moedas líderes do setor, registraram quedas de quase 8%. O Bitcoin era negociado a US$ 40.443,50 nesta quinta-feira. Já o Ethereum era negociado a US$ 2.879,21.

A tendência geral é que o mercado siga em queda com receio de uma provável invasão russa na Ucrânia, o que poderia desencadear uma cadeia de eventos geopolíticos e sanções econômicas.

E o dólar?

A moeda americana não ficou para trás e também sentiu o impacto do agravamento da crise geopolítica. O dólar fechou o dia com alta de 0,74%, a R$ 5.166.

Petróleo

O petróleo Brent caiu 2,2%, negociado a US$ 92,67 por barril. O WTI teve queda de 2,35%, aos US$ 91,47 por barril.

Embora a tendência fosse de alta por conta da tensão entre Ucrânia e Rússia, o que poderia levar a uma interrupção do fornecimento de energia, já que a Rússia é um dos principais produtores de petróleo europeu.

No entanto, um possível acordo nuclear entre EUA e Irã faz com que exista uma maior expectativa de oferta de petróleo, o que faz com que o preço caia. 

-

Faça parte da primeira comunidade de investimentos da América Latina para o mercado americano! Baixe o app SproutFi, aprenda e interaja com outros investidores.