Tudo sobre dividendos

Antes de investir em ações de empresas pagadoras de dividendos, entenda como eles funcionam. Saiba como é feito o cálculo de dividendos. E também veja os riscos de investir em companhias que pagam dividendos altos.

Os dividendos são proventos pagos por algumas empresas que estão listadas na bolsa de valores. Nem todas as companhias que têm ações na bolsa pagam dividendos. Por isso, se você tem interesse em receber esses proventos, você precisa pesquisar - antes de investir - quais são as empresas pagadoras de dividendos.

Muitas pessoas compram papéis de companhias que distribuem dividendos para fazer uma renda extra com esses proventos. No entanto, para investir nessas empresas, é indicado que você avalie uma série de dados para não correr o risco de fazer um mau investimento, e ainda ficar sem receber os dividendos. 

Sendo assim, se você quer saber como avaliar se vale a pena investir em uma empresa pagadora de dividendo, continue lendo este texto.

Também vamos falar como dividendos são calculados e qual é o risco de comparar papéis de companhias que pagam dividendos elevados. 

O que são dividendos?

Os dividendos são uma parcela do lucro da empresa que é distribuída para os acionistas (pessoas que detêm ações da empresa). Cada companhia decide qual é a porcentagem do lucro que ela vai distribuir e quanto de dividendo ela vai pagar por ação.

As empresas distribuem esses proventos como uma forma de recompensar seus investidores e de atrair novos acionistas.

As companhias não são obrigadas a distribuir dividendos. Portanto, se você quer receber esses proventos, certifique-se de que as ações que você quer comprar são realmente de empresas pagadoras de dividendos.

Além disso, é importante dizer que, para distribuir os proventos para os acionistas, a companhia precisa ter lucro. Por isso, se a empresa estiver tendo prejuízos, ela tende a não distribuir dividendos no prazo estabelecido para esse pagamento.

O que é dividend yield? 

O dividend yield é um índice que mostra o quanto uma empresa paga de dividendos em relação ao preço das suas ações a cada ano.

Esse índice é expresso em porcentagem, sendo que a maioria das companhias paga entre 2% a 6% de  dividend yield. 

Como calcular o dividend yield? 

Você pode calcular o dividend yield de uma empresa usando a seguinte fórmula: 

VALOR DOS DIVIDENDOS PAGOS POR AÇÃO NO ÚLTIMO ANO ÷ PREÇO ATUAL DA AÇÃO X 100 = DIVIDEND YIELD

O que é dividend payout

Dividend payout é um indicador que as empresas usam para distribuir os dividendos. Ele mostra qual a porcentagem do lucro da companhia que será dividido com os acionistas.

As empresas com maior dividend payout são aquelas que já estão consolidadas no mercado em que atuam e que não precisam fazer muitos investimentos no negócio.

Já as companhias que apresentam um dividend payout pequeno costumam ser aquelas que estão em fase de expansão, e, por isso, precisam fazer investimentos maiores. 

Quais são os riscos de investir em empresas que pagam altos dividendos?  

Apesar de o dividend yield ser um indicador importante e que deve ser levado em consideração pelos investidores, ele não pode ser analisado de forma isolada.

O dividend yield é calculado com base no preço das ações. Sendo assim, se os papéis estiverem muito baratos, o divided yield de uma empresa estará elevado. 

Contudo, o preço das ações de uma empresa podem ter caído porque a companhia está passando por problemas financeiros. E, uma vez que o valor das ações caem, o dividend yield aumenta.

Portanto, você não deve levar somente em consideração o valor do dividend yield de uma empresa na hora de investir o seu dinheiro. Isso porque esse indicador pode estar alto devido à baixa nas ações da companhia - que podem estar sendo negociadas por um preço baixo devido a problemas que a empresa esteja enfrentando.

E se esse for o caso, a empresa provavelmente não terá lucro e, por consequência, não vai pagar dividendos aos acionistas.

O que você precisa levar em consideração na hora de investir em companhias que são pagadoras de dividendos?

Antes de começar a investir em empresas que são pagadoras de dividendos, você precisa pesquisar os seguintes dados da companhia:

  • Histórico de pagamento de dividendos
  • Dividend payout
  • Situação financeira da empresa (isso pode ser feito por meio da análise dos balanços que a companhia divulga)
  • Como está o mercado no qual a empresa está inserida (se está passando por uma crise ou se tem perspectivas de crescimento)

Quem investe em empresas pagadoras de dividendos também precisa prestar atenção nas seguintes datas:

Data de declaração

A data de declaração é o dia em que o conselho de administração de uma empresa pagadora de proventos anuncia o pagamento dos próximos dividendos.

Nessa data, a empresa também informa quanto ela vai pagar de dividendos no total, quanto ela vai pagar de dividendos por ação, o dia em que o pagamento dos proventos será efetuado e a data de ex-dividendo.

Ex-dividendo

A data de ex-dividendo ocorre quando a empresa verifica quais investidores possuem as suas ações e, portanto, estão aptos para receber os seus dividendos.

Isso acontece porque, para receber os proventos de uma companhia, você precisa estar registrado como um acionista daquela empresa.

Quem comprar os papéis dessa companhia após a data de ex-dividendo não vai receber os proventos na próxima data de distribuição de dividendos.

Por exemplo: imagine que a empresa X anunciou que vai pagar dividendos e a data ex-dividendo definida por ela foi 20 de abril. Sendo assim, quem comprou os papéis daquela companhia até o dia 19, vai receber os dividendos na próxima data de distribuição. No entanto, quem comprou as ações dessa organização no dia 20 ou depois, não vai ter direito de receber os próximos dividendos. 

Data de registro

Depois que a empresa anuncia que vai distribuir os lucros, o valor que vai pagar de dividendos e a data do ex-dividendos, ela precisa definir uma data para registrar todos os acionistas que vão receber os proventos e enviar os relatórios para as instituições que vão intermediar o pagamento. Essa é a data de registro. 

Data de pagamento

A data de pagamento é o dia em que os dividendos serão pagos para todos os acionistas que estavam registrados na empresa até o dia do ex-dividendo. Esse dia é definido na data de declaração.

Takeaway 

Investir em ações que são pagadoras de dividendos é uma boa estratégia de investimento para quem quer receber uma renda passiva.

No entanto, antes de comprar as ações de empresas pagadoras de dividendos, você precisa analisar vários fatores para saber se a empresa que emite aqueles papéis está apresentando bons resultados financeiros. 

-

DISCLAIMER: importante lembrar que em qualquer investimento denominado em moeda estrangeira, as mudanças nas taxas de câmbio podem ter um efeito adverso no valor, no preço ou na receita de dividendos desse investimento. Mesmo que a diversificação possa ajudar a diluir o risco, ela não garante lucros ou proteção contra perdas. Há sempre a possibilidade de perder dinheiro quando você investe em qualquer produto financeiro. Por isso, considere cuidadosamente seus objetivos e riscos antes de optar por qualquer investimento.