Split de ações: conheça o processo de desdobramento de ações

Você sabe o que é desdobramento de ações? Confira neste artigo como funciona o split e se vale a pena investir em empresas que fazem isso.

No começo deste mês a gigante do comércio eletrônico Amazon fez um “split” de ações. No mês que vem é a vez da Alphabet, dona do Google, fazer o mesmo. Você sabe o que é esse mecanismo utilizado no mercado financeiro? A gente te explica!

Sabemos que as ações são como pequenas “fatias” de uma empresa. Um acionista é um investidor que compra uma ou mais dessas fatias – e, portanto, se torna dono de um pedacinho da companhia.

Às vezes, quando a empresa se valoriza muito ao longo do tempo, o preço desse “pedacinho” mínimo, a ação, fica muito alto – o que dificulta a entrada de novos investidores. Quando isso acontece, a empresa pode fazer o chamado “split” de ações, ou desdobramento de ações.

O que é desdobramento de ações?

Para ficar mais fácil, vamos falar de coisa boa: vamos falar de pizza. Imagine uma pizza de tamanho tradicional. Normalmente, ela é dividida em oito pedaços, certo? Vamos supor que você esteja esperando um amigo em casa com uma pizza – mas aí, do nada e sem aviso, chegam vários. E agora? 

A pizzaria já fechou, não dá para pedir outra. Então, o que você faz? Para que todo mundo possa experimentar um pedacinho da pizza, você decide dividir no meio os oito pedaços originais, totalizando então 16 pedaços. A pizza dobrou de tamanho? Claro que não, é a mesma pizza, do mesmo tamanho. Só que os pedaços estão menores, para que mais pessoas possam comer.

É mais ou menos isso que acontece num desdobramento de ações. Essa prática nada mais é do que a divisão do número de ações em circulação de uma empresa com o objetivo de reduzir o preço dos ativos e aumentar a liquidez no mercado – ou seja, a compra e venda de ações. 

O desdobramento, ou split, pode ser de 1 para 2, 1 para 3, 1 para 4… ou até 1 para 20, como foi o caso da Amazon (leia mais abaixo). 

Vamos dar um exemplo – agora sem pizza, com açoes mesmo. Vamos supor que o preço de uma ação seja R$ 20 e o desdobramento seja de 1 para 5. 

No split, cada ação passa a valer R$ 4. Ué, mas aí o acionista perde dinheiro, fica no prejuízo? De jeito nenhum: cada investidor passa a ter o quíntuplo de ações dessa companhia. Vamos ver como fica um acionista que tinha 100 papéis dessa empresa:

Perceba que, embora o preço da ação tenha diminuído, o investidor passa a deter mais ações da empresa – portanto, o valor do investimento fica igual.

Por isso, o desdobramento de ações nunca gera valor por si só. A empresa não passa a valer mais ou menos a partir desse evento. O valor de mercado dela permanece o mesmo.

Por que uma empresa faz desdobramento de ações?

Geralmente, a companhia faz o processo de desdobramento quando o preço da ação está em um patamar considerado muito elevado. A ideia é tornar a “fatia” da empresa mais acessível, já que, no split, o preço das ações cai (embora o valor total não, como já vimos).

Além disso, esse processo acaba atraindo a atenção de outros investidores, já que gera um “burburinho” no mercado financeiro – e é um indicativo de que a empresa vem se valorizando bastante. Com novos acionistas entrando na jogada, a companhia pode acabar se valorizando num primeiro momento, o que é positivo para o negócio.

Vale a pena investir numa empresa no desdobramento de ações?

Se o preço das ações cai, elas ficam mais acessíveis e atraentes para novos possíveis investidores, como explicamos acima. Mas, e aí? Vale a pena entrar no negócio depois do desdobramento?

Calma lá: o que a gente reforça para você é que o processo de split não muda nada nos fundamentos da empresa, ou seja, nos indicadores e na saúde financeira dela.

Logo, não é porque agora está mais barato que você deve comprar. A lição de casa continua a mesma: estudar a empresa a fundo e saber se ela se encaixa no perfil da sua carteira. Se sim, pode mesmo ser uma boa oportunidade – mas que, como sempre, merece cautela e atenção.

O desdobramento da Amazon ($AMZN)

No início de março, a Amazon anunciou que faria o desdobramento de suas ações em junho. Isso porque a ação da empresa estava custando mais de US$ 2 mil!

O split, o primeiro em 23 anos de capital aberto da empresa, foi de 1 para 20. No dia 3 de junho, as ações da Amazon fecharam cotadas a US$ 2.447. Com o desdobramento, passaram a valer US$ 122. E aí, quem tinha 100 ações da empresa, por exemplo, passou a ter 2.000. 

Próximos splits

Separamos para você os próximos desdobramentos de ações do mercado americano. Anota na agenda!

  • 28 de junho: Shopify (1 para 10)
  • 15 de julho: Alphabet, dona do Google (1 para 20)
  • 5 de agosto: REX American Resources Corporation (1 para 3)

-

Disclaimer: importante lembrar que em qualquer investimento denominado em moeda estrangeira, as mudanças nas taxas de câmbio podem ter um efeito adverso no valor, no preço ou na receita de dividendos desse investimento. Mesmo que a diversificação possa ajudar a diluir o risco, ela não garante lucros ou proteção contra perdas. Há sempre a possibilidade de perder dinheiro quando você investe em qualquer produto financeiro. Por isso, considere cuidadosamente seus objetivos e riscos antes de optar por qualquer investimento.