S&P 500: conheça os setores de investimento do principal índice norte-americano

Você conhece todos os 11 setores do S&P 500? Veja tudo neste artigo da Sproutfi.

Você conhece o S&P 500? Trate-se de um dos principais índices do mercado norte-americano. Criado pela Standard & Poor’s (daí o "S&P" da sigla) em 1957, o S&P 500 lista as 500 maiores empresas de capital aberto, listadas tanto na NYSE quanto na Nasdaq. Ao lado do Dow Jones Industrial Average e do Nasdaq Composite, o S&P 500 é a referência principal da saúde econômica do universo de ações nos Estados Unidos.

As empresas listadas no S&P 500 são agrupadas em 11 setores: Tecnologia da Informação, Saúde, Finanças, Consumo Cíclico, Serviços de Comunicação, Industriais, Bens de Consumo, Energia, Serviços Públicos, Imobiliário e Materiais.

Vamos detalhar um pouco mais sobre cada um deles. Confira!

Tecnologia da Informação ($XLK)

O setor de tecnologia é o maior do S&P 500. Nessa "família" estão ativos como Apple ($AAPL), Google ($GOOGL, $GOOG), Microsoft ($MSFT), entre outras gigantes. 

É um setor que cresceu muito nos últimos anos e, por isso, tem liderado o volume de ativos na ranking do S&P 500.

Saúde ($XLV)

A área da saúde (health care, em inglês) é um mercado gigantesco nos Estados Unidos. É nesse ramo do S&P 500 que se encontram companhias como Johnson & Johnson ($JNJ) e Pfizer ($PFE), para citar algumas.

Companhias farmacêuticas e laboratórios fazem parte deste ramo, que deve crescer bastante no futuro graças à indústria ligada à cannabis medicinal.

Finanças ($XLF)

O setor de finanças engloba as grandes instituições bancárias dos Estados Unidos, como Bank of America ($BAC), Wells Fargo ($WFC), Morgan Stanley ($MS) e Citigroup ($C) etc, além de fundos de investimentos. 

Costumam ser empresas que apresentam estabilidade e solidez.

Consumo Cíclico ($XLY)

Conhecido também como consumo discricionário, o consumo cíclico engloba produtos os serviços que são importantes, porém, não essenciais. Estão aqui itens de luxo, carros, itens de viagem, entre outros bens. 

E é nesse nicho que atuam gigantes como Amazon ($AMZN), Nike ($NKE), McDonald's ($MCD), Starbucks ($SBUX), Coca-Cola ($KO) etc.

Serviços de Comunicação ($XLC)

Conectar pessoas e gerar contato é o intuito das empresas deste nicho. Portanto, é aqui que estão companhias como AT&T ($T), Verizon ($VZ), entre outras. 

Industriais ($XLI)

A área industrial é ampla no S&P 500. Engloba empresas fabricantes de máquinas como a General Electric ($GE), de engenharia como a Caterpillar ($CAT), de serviços como a The Home Depot ($HD) e até mesmo empresas de aviação como a Boeing ($BA). 

Bens de consumo ($XLP)

Em bens de consumo estão itens que são importantes para as pessoas, seja nos ramos de alimentação, bebidas e produtos de limpeza. São conhecidos, também, como produtos de consumo não cíclico.

Exemplos de companhias de bens de consumo: Walmart ($WMT), Procter & Gamble ($PG), entre outras.

Energia ($XLE)

O setor energético abraça as empresas que mexem com petróleo, gás natural e biocombustíveis, desde a prospecção ao comércio. Portanto, companhias como Chevron ($CVX) e Exxon Mobil ($XOM) são as maiores representantes dessa divisão.

Utilitários ($XLU)

Para o S&P 500, "utilitários" são empresas parecidas com o setor de energia. Porém, em vez de atuarem com petróleo e derivados, atuam com eletricidade, água e gás para residências e edifícios. Neste campo, estão companhias como a Duke Energy ($DUK) e a Southern Company ($SO).

Imóveis ($XLRE)

Os REITs – Real Estate Investimento Trust –, como são conhecidos os fundos imobiliários na bolsa americana, fazem parte desta divisão do S&P 500. Existem REITs focados em tijolo (que, por sua vez, se dividem em galpões logísticos, lajes corporativas, imóveis residenciais etc) e REITs que focam em outros tipos de exploração.

Os mais conhecidos do S&P 500 são a American Tower Corporation ($AMT), o Equinix ($EQIX) e o Prologis ($PLD).

Materiais ($XLB)

As empresas de materiais são aquelas que fornecem matéria-prima para outras. No S&P 500, são as companhias de mineração, siderúrgicas, entre outras como indústria química, papel etc. São exemplos deste setor a DuPont ($DD) e a Linde ($LIN).