Nasdaq: veja os requisitados para listar ações na bolsa

Segunda maior bolsa de valores do mundo tem muitos requisitos para listar empresas. Veja quais são os critérios da Nasdaq.

Neste artigo:

- O que significa Nasdaq;
- Os critérios da Nasdaq;
- Possibilidade de exclusão.

Segunda maior bolsa de valores do mundo, a Nasdaq é a "casa" de negociação de ações de empresas como Apple ($AAPL), Amazon ($AMZN), Google ($GOOGL, $GOOG), Microsoft ($MSFT), Tesla ($TSLA), Meta ($META), entre outras. Fundada em 1971, é a principal concorrente da NYSE – atualmente, a maior bolsa norte-americana e mundial – e referência quando o assunto são empresas do setor de tecnologia.

Mas, para fazer parte da Nasdaq e listar seus ativos nessa bolsa, é preciso atender a alguns requisitos. Confira neste artigo um pouco mais sobre a história da Nasdaq e sobre o que é necessário ter para estar disponível para negociação lá.

O que significa a sigla Nasdaq?

Nasdaq significa "National Association of Securities Dealers Automated Quotations". Em português, "Associação Nacional de Corretores de Títulos de Cotações Automáticas". Começou a operar em 8 de fevereiro de 1971 e, diferentemente da rival New York Stock Exchange, funciona de maneira totalmente eletrônica. Ou seja: nunca houve, na Nasdaq, aquela cena clássica de filmes, de corretores se empurrando e gritando ao telefone no pregão viva-voz.

Apesar de ser referência no mercado de ações para empresas de tecnologia, graças às gigantes do setor que abriram capital lá, a Nasdaq não abriga apenas esse segmento. De acordo com relatório Focus sobre atividades das bolsas de valores pelo mundo de agosto de 2022, a Nasdaq conta com 3.790 empresas listadas. Para se ter uma ideia, a B3, bolsa de valores brasileira, tem 379 companhias. Já a NYSE conta com 2.584.

Como fazer parte da Nasdaq

Para fazer parte da Nasdaq, isto é, abrir capital na segunda maior bolsa de valores do mundo, a empresa interessada precisa atender a alguns requisitos:

Aderir às regras da Securities and Exchange Commission (SEC)

A Securities and Exchange Commission (SEC) é a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos. Logo, para estar listada na Nasdaq, a empresa interessada deve estar totalmente adequada às regulações do mercado norte-americano.

Ter patrimônio e dinheiro em caixa

As empresas que pretendem fazer IPO na Nasdaq precisam atender uma série de exigências financeiras: ganhos de US$ 11 milhões nos três anos anteriores e US$ 2,2 milhões nos dois anos anteriores, pelo menos. 

Além disso, precisam ter US$ 110 milhões de receita no ano fiscal anterior, US$ 550 milhões em market cap no ano anterior e US$ 27,5 milhões de fluxo de caixa nos últimos três anos fiscais – sem fluxo de caixa negativo nesse período.

Caso a companhia tenha US$ 80 milhões em ativos e se o patrimônio líquido for de, pelo menos, US$ 55 milhões os requisitos ficam mais flexíveis: o market cap necessário baixa para US$ 160 milhões e a empresa não precisa comprovar fluxo de caixa e receita.

Preço mínimo das ações

As ações listadas na Nasdaq precisam ter preço mínimo de US$ 4 por ação no momento do IPO. Posteriormente, o valor pode ser menor – falaremos mais sobre isso a seguir. Mas, para iniciar, o valor precisa ser de, no mínimo, US$ 4 por ação. 

Quantidade mínima das ações

As empresas precisam negociar, pelo menos, 1,25 milhões de ações. Este número não contém as ações que ficam em poder de diretores e sócios.  Outro ponto é que as empresas têm de ter ao menos 450 lotes redondos de ação – um lote redondo, geralmente, contém 100 ações ou um múltiplo de 100.

Quantidade mínima de acionistas

Além da quantidade mínima de ações e de lotes redondos, é preciso que haja, pelo menos, 2,2 mil acionistas. Caso esse número não seja atingido, uma alternativa é ter  550 acionistas totais com volume médio de negociação de 1,1 milhão nos últimos 12 meses.

Pagar taxas

Não existe almoço grátis. Para estar na Nasdaq, as empresas interessadas precisam pagar uma série de taxas. Em caso de abertura de capital, ou seja, para "entrar na Nasdaq", o interessado precisa pagar a taxa de inscrição, que varia entre US$ 5 mil e US$ 25 mil.

Se a entrada for bem sucedida, há mais valores a pagar, variando entre US$ 50 mil e chegar a US$ 295 mil – tudo depende da quantidade de ações disponíveis para negociação e do tamanho da empresa. 

Além disso, as empresas precisam pagar um fee anual que varia entre US$ 45 mil a US$ 167 mil.

Achou caro? Na NYSE os valores podem ultrapassar os US$ 500 mil.

É possível deixar de fazer parte da Nasdaq?

Sim. Estar na Nasdaq não significa que a empresa se manterá listada eternamente na bolsa de valores. E uma das formas de ser "desalistada" é ter a ação negociada a valores abaixo de US$ 1 por 30 dias úteis e consecutivos. Quando isso acontece, a Nasdaq envia um comunicado à empresa dando o prazo de 90 dias para adequação de valor de mercado e 180 dias para reajustar o preço da oferta da ação.